4 de setembro de 2017

Uma série sobre empatia: ATYPICAL


Dia desses vi uma menina indicar no twitter que o pessoal assistisse a série Atypical, no Netflix. Já tinha lido nas redes sociais que se tratava de uma série que retrataria a realidade de um menino autista e achei interessante, já que eu sempre me perguntava sobre o autismo e nunca tinha entendido muito bem do que se tratava essa doença.

Aproveitei um final de semana friozinho aqui de Porto Alegre, corri pra baixo das cobertas e assistir a série inteirinha em dois dias. São só 8 episódios de 30 minutos mais ou menos e que esclarecem muito bem o universo de um autista de alto funcionamento chamado Sam.

Muito mais do que retratar a realidade vivida pelo protagonista, a série nos mostra o quanto a maneira do Sam ver o mundo afeta diretamente uma família inteira.

Sam é um menino de 18 anos que chega na idade a adulta e passa a querer ser enxergado como ele realmente é pelo mundo. O bacana da série é que mesmo o protagonista sendo autista ele vive situações que qualquer jovem vivencia quando está no ensino médio. Namoros, descobertas, amizades, bullying… e todas essas questões são tratadas com a seriedade que elas merecem mas de forma leve.

O que mais me chamou atenção na série além de falar sobre o autismo, que sempre me causou muitas dúvidas, é que mostra a realidade vivida pela família do Sam e pelas pessoas próximas a ele. E a forma como a série retrata essas situações é muito bacana.

E prova que sim, às vezes abdicamos de nossas vidas pelas pessoas que amamos. Mas o mais bacana na minha opinião, e que a série mostra fortemente, é o quanto a empatia é importante. Se colocar no lugar do outro, procurar entender o mundo que ele vive e as situações que o rodeiam é essencial para conseguirmos viver sempre em harmonia com nosso próximo.


Assistam Atypical e depois me contem o que acharam!

Escrito por Helena de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário